Edição 1326 - Novembro de 2009

“Funciono por hibridismo em tudo o que faço, como artista plástico ou escritor. Em Ó (Iluminuras, 2008) o passo inicial era o ensaio. Mas a incapacidade de ficar em um gênero só cria uma certa estranheza, uma incompatibilidade, que são interessantes.” Foi desse modo que Nuno Ramos se expressou durante a entrega do Prêmio Portugal Telecom de Literatura deste ano, do qual saiu vencedor, no início de novembro. O SLMG de novembro traz uma entrevista exclusiva com este criador inclassificável, além de um poema inédito de Libério Neves e  poemas de João Paulo Gonçalves, Ronaldo Cagiano, um ensaio de Nelson Schapochinik, trabalhos do multi-artista Rodrigo Leste e contos de Edmundo de Novaes Gomes e Sonia Coutinho.