Edição 1317 - Fevereiro de 2009

“Porcaria na cultura tanto bate até que fura” – assim canta Itamar Assumpção, em seu gingado jocoso-crítico, e seu verso bem que serve neste mês de festa tão genuína quanto alvo do empobrecimento. Gravado por Ney Matogrosso e Ná Ozzetti, entre outros grandes intérpretes, o iconoclasta músico e compositor paulista, dono tanto de belas e irreverentes melodias quanto de letras incisivas e poéticas.